Page Nav

HIDE

Post/Page

Weather Location

Últimas Informações:

latest

Trump dá aviso ao Google, Twitter, Facebook: “É melhor terem cuidado”

Thomas Barrabi As ações do Google, Facebook e Twitter foram negociadas em baixa na terça-feira, depois que o presidente Trump acusou os lí...


Thomas Barrabi

As ações do Google, Facebook e Twitter foram negociadas em baixa na terça-feira, depois que o presidente Trump acusou os líderes tecnológicos de preconceito contra vozes conservadoras, avisando que estão “pisando em um território muito problemático.”

“O Google está realmente tirando proveito de muita gente e acho isso muito sério e uma acusação muito séria,” disse Trump depois de uma reunião no Salão Oval com o presidente da FIFA, Gianni Infantino. “Acho que o que o Google e o que outros estão fazendo, se você observar o que está acontecendo no Twitter, se você observar o que está acontecendo no Facebook — é melhor eles terem cuidado, porque eles não podem fazer isso com as pessoas.”

“O Google, o Twitter e o Facebook estão realmente pisando em território muito problemático e precisam tomar cuidado. Não é justo para grandes parcelas da população,” acrescentou Trump, observando que seu governo tem “literalmente milhares e milhares de reclamações chegando” sobre as práticas das empresas de tecnologia.

As ações do Google e do Twitter fecharam em queda de 1 por cento, enquanto as do Facebook recuaram 0,68 por cento.

As declarações de Trump vieram horas depois de ele ter criticado o Google em sua conta no Twitter, acusando a gigantesca empresa de tecnologia de limitar o acesso de fontes conservadoras da mídia em favor do que ele descreveu como a “Mídia de Notícias Falsas.” O presidente disse que a vasta maioria dos resultados de busca de “Notícias de Trump” é de fontes de notícias de esquerda.

“A busca não é usada para definir uma agenda política e não distorcemos nossos resultados na direção de qualquer ideologia política,” disse o Google em comunicado na terça-feira. “Todos os anos, emitimos centenas de melhorias em nossos algoritmos para garantir que eles exibam conteúdo de alta qualidade em resposta às consultas dos usuários. Trabalhamos continuamente para melhorar a Pesquisa do Google e nunca classificamos os resultados da pesquisa para manipular sentimentos políticos.”

Um representante do Twitter encaminhou um pedido de comentário sobre as declarações de Trump ao testemunho público de Nick Pickles, líder mundial de estratégia de política pública do Twitter, o qual testificou perante o Congresso em julho.

“Alguns críticos descreveram a soma de todo esse trabalho como uma proibição de vozes conservadoras. Deixe-me esclarecer ao Comitê hoje que essas alegações são infundadas e falsas,” disse Pickles na época.

O Facebook não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Traduzido por Julio Severo do original em inglês da Fox Business: Trump warns Google, Twitter, Facebook: 'They better be careful'

Fonte: www.juliosevero.com

Nenhum comentário