Page Nav

HIDE

Post/Page

Weather Location

Últimas Informações:

latest

Microexplosão – Haarp teria sido usado em Campinas-SP

Inpe registrou 1.450 raios em quase sete horas de chuva. Uma tempestade violenta atingiu a cidade de Campinas em São Paulo no dia 05/0...


Inpe registrou 1.450 raios em quase sete horas de chuva. Uma tempestade violenta atingiu a cidade de Campinas em São Paulo no dia 05/06/2016. Um enorme rastro de destruição tomou conta da cidade, os prejuízos materiais foram grandes, porém não há confirmação de mortos. Sensores meteorológicos da região de Barão Geraldo, registraram precipitação de 74mm, mais que a média histórica do mês (de 50mm), em menos de 50 minutos.


Os ventos ultrapassaram os 120km/h e houve ocorrência de granizo em diversos bairros .
Ataque intenso de rastros químicos pulverizados os chamados “Chemtrails” logo nas primeiras horas da manha, todos os dias, na cidade de Campinas no estado de São Paulo, podem ter sido as causas da Microexplosão ou Tornado que atingiu a cidade, sendo este um projeto conhecido como “HAARP“.
chemtrails
Os bairros mais atingidos ficam na parte mais nobre da cidade. O prefeito da cidade afirmou que o fenômeno que causou a destruição foi um tornado. As imagens de satélite indicavam precipitação moderada, porém, as nuvens baixas em convecção se transformaram em nuvens de tempestades. Foram observadas muitas descargas elétricas.
A microexplosão é mais violenta que um tornado. O curioso é que elas não costumam acontecer no mês de junho no Brasil. Essa repetição de eventos, nesta época do ano, é um fenomeno novo que ainda será estudado. Ninguém sabe explicar porque estão acontecendo agora. O certo é que as mudanças climáticas poderão tornar situações como estas mais frequentes..

telhados_destruidos_2
O projeto High Frequency Active Auroral Research Program (HAARP) (Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência) é uma investigação financiada pela Força Aérea dos Estados Unidos, a Marinha e a Universidade do Alasca com o propósito oficial de “entender, simular e controlar os processos ionosféricos que poderiam mudar o funcionamento das comunicações e sistemas de vigilância”.
campinas haarp
Iniciou-se em 1993 para uma série de experimentos durante vinte anos. É similar a numerosos aquecedores ionosféricos existentes em todo mundo, e tem um grande número de instrumentos de diagnóstico com o objetivo de aperfeiçoar o conhecimento científico da dinâmica ionosférica. Em maio de 2014 foi anunciado pela Força Aérea americana que o projeto seria encerrado. O projeto foi criado pelo senador americano Ted Stevens quando ele exercia grande controle sobre o orçamento de defesa dos Estados Unidos...
FONTE:http://intrometendo.com/

Nenhum comentário