Page Nav

HIDE

Post/Page

Weather Location

Últimas Informações:

latest

HAARP

Projecto HAARP :  High Frequency Active Auroral Research Program .  Segundo a descrição oficial é um projeto para estudo da  ionosfera. ...

Projecto HAARP : High Frequency Active Auroral Research Program . 
Segundo a descrição oficial é um projeto para estudo da ionosfera.



Contudo eles realizam outros testes, outras aplicações como guerra eletrônica, são utilizadas. 
O HAARP utiliza uma tecnologia de ondas de rádio super-potentes, concentradas num raio e aquecendo zonas da ionosfera, as ondas electromagnéticas regressão então à superfície terrestre penetrando em tudo (seres vivos ou não). Digamos que é um “aquecedor” ionosférico.






Podem modificar a composição molecular de certa região da atmosfera, dar-lhes uma predominância maior, por exemplo poderiam ampliar artificialmente as concentrações de ozono, de nitrogênio e mais gases.
As emissões de alta frequência do HAARP podem causar danos desconhecidos e gravíssimos na ionosfera, e no campo magnético terrestre.
Por meio dessas antenas Haarp ( 36 no total) podem transmitir biliões de watts de energia para a atmosfera, fazem ferver a ionosfera transformando-a numa "antena", e enviam reflexos de volta para a Terra. Enviam para o alto ondas ELF, de frequência ultra baixa, mas elas regressam em ondas longas,  podem posteriormente enviar enormes quantidades de energia para onde queiram. Em breve tencionam aumentar o número de antenas, chegando às 360.
Alteração do clima:
Em 1958, o principal consultor da Casa Branca para alterações do clima, Capitão Howard T. Orville, disse que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos estava estudando "formas de manipular as cargas da Terra e do céu, influenciando, assim, o clima "mediante a utilização de um raio eletrônico para ionizar ou dês-ionizar a atmosfera sobre determinada área.



Influenciar o comportamento humano:
O Haarp pode inclusive influenciar o comportamento humano através de ondas de interferências magnéticas (Emi: Electro magnetic interference) , podem ainda desabilitar equipamentos de comunicação electrónicos (militares por exemplo) utilizando pulsos electromagnéticos ( EMP: electro magnetic pulse ) controlados.
Podem causar terramotos usando frequências de som que causem ressonâncias nas placas tectónicas.
Teoricamente é possível produzir terramotos ou pontos de ruptura por microondas, através da expansão das moléculas de água do interior das rochas.
O Projeto HAARP iniciou-se na década de 90, financiado pelo Pentágono, está sob coordenação da USAF ( United States Air force) através da universidade do Alasca (em Gakona) (http://www.haarp.alaska.edu/ ) e da USNAVY através do Naval Research Laboratory (http://server5550.itd.nrl.navy.mil/projects/haarp/index.html. )
Para fins militares o Haarp teria várias aplicações, por exemplo inutilizar equipamentos electrónicos do inimigo, detectar mísseis e aviões de baixo nível , detectar depósitos subterrâneos de armamento de um país inimigo ou armas nucleares , novo sistema de comunicações entre submarinos, etc.
Os EUA investiram dezenas de milhões de dólares para essa tecnologia de tomografia de penetração da terra, intensas radiações podem usar-se para observação da terra a km de profundidade ( para encontrar bases subterrâneas de armamento, etc). Acontece que essas frequências elevadas perturbam as funções cerebrais humanas. O próprio “Airpower journal” em 1996 disse que o exército americano está a desenvolver armas psicotrónicas e electrónicas, não letais, para afetar humanos.



À esquerda temos uma imagem de um estranho efeito atmosférico, possivelmente um efeito de Haarp. 
Eu vi algo semelhante a isto no Verão de 2000, perto da praia de Siens, ao longe na linha do horizonte sobre o oceano Atlântico, mas era um risco de "sombra" que subia para o céu em vertical , não haviam nuvens no céu esse dia, e não era nenhuma sombra reflectida por um rasto de fumo de avião nem nada do gênero.

Nenhum comentário