Page Nav

HIDE

Post/Page

Weather Location

Últimas Informações:

latest

Troca-se sangue de crianças por champagne e caviar. Tratar com Obama e sua quadrilha.

O próprio Papa Francisco alertou recentemente a humanidade para o perigo da indústria bélica, para os governos que sobrevivem fazendo gu...


O próprio Papa Francisco alertou recentemente a humanidade para o perigo da indústria bélica, para os governos que sobrevivem fazendo guerras para vender armas.

Francisco falou duramente contra a indústria bélica durante sua visita a Turim, na Itália. Ele afirmou que as pessoas que fabricam ou fazem investimentos em empresas de armas não podem se dizer cristãos.

As palavras do Papa são as mesmas palavras de Komeini quando ele disse: “O diabo governa os Estados Unidos da América”. Ao se referir aos verdadeiros governantes dos EUA, Komeini se referia aos empresários da indústria bélica e seus fantoches militares norte-americanos.

Não é coincidência que hoje o cristianismo e o islamismo tenham os mesmos inimigos: o governo dos EUA, o governo de Israel e o Levante Islâmico (Daesh). Essas três desgraças da humanidade se unem para fabricar guerras em diversas partes do mundo para enriquecer os ricos sionistas e norte-americanos proprietários das indústrias bélicas nos EUA e Israel.

Esses parasitas do mundo, esse câncer do nosso planeta, se alimenta de sangue de inocentes em todas as guerras e revoluções que fomentam e financiam nos mais diversos países.

O dinheiro sujo de sangue arrecadado com o assassinato – em cumplicidade com a imprensa ocidental – de milhares e milhões de inocentes, ou com o exílio forçado de outros milhões, serve para comprar champagne e caviar nos palácios de Washington e Tel Aviv, Londres e Paris.

Como verdadeiros vampiros modernos, banqueiros e empresários da morte promovem festins diabólicos para agradar aquele que os governa: o demônio.

Quando uma aldeia síria ou palestina é invadida pelo fogo das bombas fabricadas nos EUA ou Israel, queimando e assassinando famílias inteiras de inocentes, com certeza o mal se rejubila.
Quando navios naufragam no mar Mediterrâneo com centenas de inocentes fugindo da guerra provocada pelos governos da morte (EUA e Israel), o mal se fortalece.

A grande cortina de fumaça para impedir o acesso da humanidade à realidade – a televisão e os meios de comunicação em geral – não conseguem esconder uma verdade cristalina: os magnatas, os banqueiros, os acionistas das fábricas de armas, são os verdadeiros e maiores terroristas da humanidade.

Os maiores criminosos da humanidade respondem pelos nomes de proprietários de fábricas de armas, tendo deputados, senadores, imprensa ocidental e Forças Armadas dos EUA como seus jagunços e mercenários para fazer cumprir sua meta diabólica de obter lucros às custas da morte de milhares de inocentes em todo o mundo. Essas “autoridades” que vemos em revistas, jornais e tvs; que se dizem governantes dos EUA e Israel, são piores que os piores traficantes de drogas.
fonte:
Carla Regina
Movimento Marcha Verde – Curitiba, Brasil

Nenhum comentário